Oradores

Nuno Oliveira - NBI - Natural Business Intelligence

Oportunidades e estratégias da bioeconomia:

Explorar novas fontes de rendimento e valorização de produtos agrícolas

Biólogo, especializado em ecologia (FCUL) e geografia (FCSH), com mais de 20 anos de experiência em biodiversidade e ecossistemas. Foi o primeiro gestor de ecossistemas de que há registo em Portugal, no Grupo Esporão, onde colaborou por mais de uma década, e criou a primeira empresa portuguesa especializada em planos de ação de conservação de biodiversidade. Fascinado pelas interdependências entre ecologia e economia, especializou-se em estratégia e gestão (IST). Ao longo do seu percurso integrou projetos como consultor técnico e científico, em organizações como a Quercus e a WWF, destacando-se ainda a participação no projeto-piloto de avaliação dos serviços de ecossistemas das áreas balneares, com a Associação Bandeira Azul da Europa, e nos planos regionais de ordenamento florestal do Alentejo e Lisboa e Vale do Tejo, entre outros mais associados à agroecologia e valoração dos serviços dos ecossistemas. A par da paixão pela vida natural, descobriu cedo o gosto pela comunicação. Foi locutor numa rádio local e criou um pseudónimo para escrever contos. Participa amiúde em palestras como especialista em temas “biodiversos” e é docente na pós-graduação de gestão da sustentabilidade (ISEG). Defende que a empatia devia ser uma disciplina obrigatória e não esconde o orgulho pelos filhos serem representantes de um movimento pela ação climática.

 

Fundada a 9 de março de 2020, a NBI – NATURAL BUSINESS INTELLIGENCE é uma consultora de Negócios & Ecologia especializada na criação de opções para uma Economia de Base Natural, estabelecendo pontes entre o conhecimento e a prática.

As áreas de especialização da NBI são Biodiversidade, Serviços dos Ecossistemas, Bioeconomia, Capital Natural, Adaptação Climática, Agroecologia e Florestas.

A equipa da NBI é composta por consultores e investigadores seniores com longa experiência no desenvolvimento de projetos estratégicos e inovadores inspirados pela Natureza, utilizando conhecimentos técnicos e científicos nas áreas da ecologia, economia e gestão.

2

Pedro Gaspar - UBI Universidade da Beira Interior

Interligações entre a cadeia de valor e as oportunidades de contribuir em cada etapa

Pedro Dinis Gaspar é Doutorado em Engenharia Mecânica. É Professor no Departamento de Engenharia Eletromecânica da Universidade da Beira Interior. É investigador integrado do Centro de I&D Centre for Mechanical and Aerospace Science and Technologies, colaborador do Laboratório Colaborativo Food4Sustainability e investigador colaborador do Assisted Living Computing and Telecommunications Laboratory, do Instituto de Telecomunicações. Foi regente/colaborador de mais de 15 Unidades Curriculares de Mestrado ou de Licenciatura. Atualmente é docente (regente/colaborador) nas unidades curriculares como Climatização e Frio Industrial, Robótica Industrial, Automação Industrial, Métodos Quantitativos de Apoio à Decisão. É o Diretor do ciclo de estudos de mestrado em Engenharia e Gestão Industrial (2º ciclo).

Participou/coordenou vários projetos nacionais e internacionais de investigação, bem como contratos de ID&T com a indústria, principalmente relacionados com a indústria agroalimentar. De salientar a coordenação global ou UBI de projetos como o BioD’Agro – Soluções sustentáveis para o setor agroindustrial, PrunusBOT - Sistema robótico aéreo autónomo de pulverização controlada e previsão de produção frutícola, PrunusPOS - Otimização de processos de armazenamento, conservação em frio, embalamento ativo e/ou inteligente, e rastreabilidade da qualidade alimentar no pós-colheita de produtos frutícolas, e Pack2Life – High performance packaging. Supervisionou várias teses de Doutoramento e dissertações de mestrado. Pedro Dinis Gaspar é autor/editor de 8 livros, coautor de 25 capítulos de livros, 58 artigos em revistas internacionais com revisão por pares, e mais 150 artigos em atas de conferências (nacionais e internacionais), para além de ter vinte patentes em processo de submissão ou aprovadas. Tem estado envolvido na organização de vários eventos nacionais e internacionais (como presidente ou membro da comissão organizadora), tais como conferências, congressos e workshops. Os interesses de Investigação envolvem a Termodinâmica e Transferência de Calor (Refrigeração); os Sistemas energéticos: energias renováveis, produção, racionalização e sustentabilidade; a modelação por Dinâmica de fluidos computacional; os Métodos de Apoio à Decisão e a Automação e Robótica.

3

Francisco Vaño Cañadas - Diretor Geral Castillo de Canena

Um caso de inovação e empreendedorismo numa empresa centenar

O Grupo Castillo de Canena é um grupo líder no sector premium dos Azeites Virgens Extrafinos (AVEF). Desde a sua fundação (1780), a empresa detém vários prémios de qualidade tanto em Espanha como internacionalmente.

Castillo de Canena faz parte do restrito grupo reconhecido pelas Nações Unidas, United Nations Global Compact, atribuído a empresas e ONGs comprometidas com a construção de um futuro mais sustentável.

Situada na província espanhola de Jaén (Andaluzia), o grupo integra toda a cadeia de valor AVEF, representada por quatro empresas: Cortijo Guadiana, produção agrícola; Cortijo de La Loma, transformação; Suco de azeitona Castillo de Canena, produção, comercialização e distribuição das marcas próprias AVEF Premium; Castillo de Canena, a holding do Grupo que abriu recentemente uma nova linha de negócio - turismo de azeite e gastronomia, alinhado: Natureza, História, Arte, Gastronomia...

Castillo de Canena é um grupo familiar com grandes preocupações ambientais. Cultivam e colhem as próprias azeitonas, tendo o máximo cuidado com nossas árvores e o ecossistema em que crescem. Com uma visão internacional, e seus produtos são vendidos em mais de 50 países. A supervisão directa de todos os elos da cadeia de valor, assegura que os pilares da Investigação & Desenvolvimento e da Sustentabilidade orientam a filosofia de trabalho; esta filosofia é uma das razões para o reconhecimento internacional do mercado e dos consumidores e em particular das Nações Unidas. Saber mais.

4

Clara Martinez - Relationship Manager European Circular Economy fund

O papel do Capital de Risco no sector Primário

O European Circular and Bioeconomy Fund (ECBF) é o primeiro fundo de capital de risco exclusivamente dedicado na bioeconomia e à circularidade da bioeconomia na Europa.

Com o objectivo de se tornar um dos maiores fundos nesta área, meta de € 250 milhões, dos quais o Banco Europeu de Investimento (BEI) financia € 100 milhões, o ECBF é um dos mais importantes instrumentos financeiros para atingir os objetivos do Green Deal de tornar a Europa neutra em termos de clima até 2050.

 

Portfólio

Prolupin GmbH (GER) empresa de produção de proteínas baseadas em vegetais e alternativas lácteas, como iogurtes, sorvetes e queijos frescos de sementes de tremoço. Depois de estabelecer com sucesso sua marca vegana `Made with LUVE ', as expansões internacionais vem através da marca Prolupin.

Peel Pioneers (NL) refina cascas de laranja em produtos valiosos para aplicações em alimentos, rações animais e cosméticos.

Aphea.bio. (BEL) é líder no desenvolvimento de produtos biológicos de próxima geração com base em microrganismos de ocorrência natural. A empresa desenvolve produtos que ajudam a reduzir a aplicação de fertilizantes e controlando doenças fúngicas no milho e no trigo.

 

Plataformas de apoio ao agro-empreendedorismo

Climate farmers é uma plataforma de apoio aos produtores para escalar a agricultura regenerativa e reverter a mudança climática.

O potencial incomparável da agricultura regenerativa para armazenar carbono no solo e restaurar os ecossistemas, ao mesmo tempo que melhora a subsistência dos agricultores, deve ser levado ao seu pleno potencial. Climate Farmers são um programa completo de formação mentoria e apoio financeiro

A missão é construir a infraestrutura necessária para escalar a agricultura regenerativa na Europa. 

2

i-Danha Foodlab

O i-Danha Food Lab Accelerator é um programa de aceleração de novos negócios que apoia durante 6 meses, os empreendedores através de mentoria equivalente a um prémio em espécie até 15.000 €. As principais áreas de apoio são a verificação de protótipos, validação do Modelos de Negócio, directamente os principais players fornecedores e clientes, em particular agricultores. Durante o programa de mentoria, os projetos selecionados têm acesso a catalisadores de negócios experientes, mentores especialistas, investidores, empresas, apresentações e conexões com o ecossistema de startups da rede do BGI.

3

A Quinta do Arneiro é uma quinta de produção biologica no concelho de Mafra. São 30ha onde se produzem uma infinidade de hortícolas e deliciosos morangos. Foi opção, desde a primeira hora, vender diretamente ao consumidor final pela importância dada ao contacto direto entre produtor e consumidor.

 

Toda a produção é escoada em cabazes para entrega ao domicílio na região da Grande Lisboa, em mercados biológicos de rua, em Lisboa e Cascais que se relaiza aos sábados e na loja existe na própria Quinta.

 

Para além dos frescos também transformam os produtos da sua horta. Isto permite prolongar a vida dos frutos e vegetais para além da época de cada um deles ao mesmo tempo que se evita o desperdício.

 

E é também na Quinta que pode experimentar deliciosos pratos no Restaurante com um conceito literalmente "farm to table". A Quinta do Arneiro vai continuar a trabalhar para um futuro realmente mais sustentável e uma natureza cada vez mais respeitada.

4

Doutorado em Turismo, Lazer e Cultura, Especialização em Turismo e Desenvolvimento, pela Universidade de Coimbra, é Professor Adjunto na Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN) do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) e desenvolve atividades de investigação no Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo (CITUR).

 

Para além de vários cargos institucionais desenvolvidos, é o coordenador da licenciatura em Turismo e do Master em Gestão de Unidades de Turismo em Espaço Rural na ESGIN. Participa/ou em prestações de serviços e projetos de intervenção na área turística, em seminários e congressos nacionais e internacionais e possui diversas publicações científicas na área do turismo.

 

Start-ups

Agrodrone é uma empresa especializada em agricultura de precisão desde 2017; produz mapas espectrais das culturas com base em satélite ou vôo de drone, com foco na fertilidade do solo numa perspetiva que enquadre a fertilidade física, química e biológica; possui tecnologia patenteada para fertilização com microbiologia do solo e produz fertilizantes orgânicos com base em Biochar.

2

AgroGrIN Tech oferece soluções sustentáveis para um mundo saudável, aplicando processos tangíveis, ecológicos e económicos, que promovem a gestão eficiente de resíduos de frutas, evitando assim graves problemas ambientais e económicos.

A AgroGrIN Tech desenvolveu um processo inovador e amigo do ambiente de transformação d os resíduos industriais de frutas em ingredientes alimentares funcionais, valorizando todos os resíduos. Além disso, a empresa possui uma tecnologia patenteada que permite separar ingredientes funcionais naturais, fundamental para a realização do processo AgroGrIN Tech.

3

Core Protein

A PurezaNotória Lda, dedica-se ao desenvolvimento de produtos de valor acrescentado, com origem em produtos e subprodutos industriais. O seu projeto principal - a Proteína Sustentável (marca CORe Protein) - visa criar um extrato de proteína filtrando soro de leite, adicionando sabores naturais a partir de “fruta feia”. Este produto é 100% natural, beneficiando toda a cadeia logística e de produção, promovendo a economia circular e reutilizando subprodutos industriais e criando um artigo de valor acrescentado que permite ao consumidor personalizar o seu intake nutricional.

Como produto secundário, a lactose, que pode ser fermentada em etanol e que pode ser vendida como desinfetante, empresas de bebidas alcoólicas, como biocombustível ou ainda transformada num polímero biodegradável com várias aplicações desde o vestuário até equipamentos médicos sem risco de rejeição.

4

Peel Pioneers nascida na Holanda refina cascas de laranja em produtos valiosos para aplicações em alimentos, rações animais e cosméticos.

A laranja é um ingrediente muito popular, em particular nos países mediterraneos. A Peel Pioneer retira o máximo proveito das cascas recém-prensadas localmente. Nada fica sem uso. A empresa consegue fibras dietéticas, antioxidantes, laranja e óleo de laranja da casca. Estes ingredientes são amplamente utilizados em alimentos, cosméticos e produtos de limpeza. A celulose que sobra após o processo de produção é destinado a agricultores para uso como ração animal.

5

A Nasekomo é o maior fabricante integrado de proteínas de insetos da Europa Central e Oriental. Cultivamos moscas soldado-negro (BSF) para converter resíduos orgânicos em ingredientes alimentares sustentáveis de primeira qualidade para as indústrias pecuária e agrícola.

As nossas tecnologias de bioconversão utilizam princípios de agricultura vertical com automação para permitir a criação e manipulação industrial optimizada de insectos, e abrange também a sua transformação em óleo de insectos, fertilizantes de solo e farinha proteica.

Atualmente, a Nasekomo está a mudar para uma instalação de demonstração industrial melhorada, localizada perto de Sofia, na qual, ao pilotar as nossas tecnologias, permitirá a expansão das capacidades de produção de proteínas para 630 toneladas/ano até ao final do ano, e ~2.400 toneladas/ano de produtos de insectos até ao final de 2022.

Em seguida, a Nasekomo desenvolve um conjunto de tecnologias juntamente com um modelo de negócio de franquia para permitir a entrada de várias outras indústrias no espaço da reciclagem sustentável de resíduos orgânicos através da bioconversão de insectos. Utilizamos subprodutos das agro-indústrias como fonte de produção de farinha de peixe sustentável. Oferecemos a reciclagem de 100% dos volumes de subprodutos, substituindo alternativas de eliminação de valor zero, tais como a deposição em aterro.

6

Plant on Demand é uma plataforma de e-commerce, ERP, CRM e gestão logística para produtores locais e centros de alimentos. Permite a criação de uma loja online totalmente adaptada às necessidades agroalimentares que está ligada a uma plataforma de back-office para gestão de vendas, inventários, documentos de vendas, otimização de rotas, pagamentos e muito mais. Pode ser utilizado por produtores individuais que desejam vender online e digitalizar seus processos ou por grupos que decidem cooperar e trabalhar juntos, oferecendo uma plataforma de venda conjunta de seus produtos e automatizando a gestão.

A visão do Plant on Demand é acelerar a transição para um sistema de produção e consumo mais sustentável, local e respeitoso, baseado na cooperação e tecnologia.

 

Sessão de Ideação

Mais difícil que tirar a ideia do papel é colocar a ideia no papel. A metodologia TXM Business (Think, eXperience, Manage) apoia inovadores de forma não linear no processo de ideação. Este é o ponto de partida com base em novas ferramentas através da gamificação das ideias.

A empresa TXM Methods é uma empresa de desenvolvimento de metodologias para inovação aberta focada no uso de métodos, técnicas e ferramentas projetuais para desenvolvimento de produtos inovadores nas mais diversas áreas. A TXM Methods existe há 2 anos e conta com 53 colaboradores e 39 laboratórios em diversos estados brasileiros. Já passaram pela metodologia TXM (Think, eXperience e Manage) mais de 1500 projetos e mais 5000 inovadores.

 

"Encontramos as melhores técnicas, ferramentas e métodos de projeto para desenvolver metodologias de inovação aberta desde a ideação até a gestão estratégica."